Pensando em Deus

Reconhecendo, se protegendo e desmascarando as seitas.

47 dicas para reconhecer o parceiro aprovado pra você

Posted by Sara Kelly em 11/09/2009

Você foi criado para se relacionar. Os olhos precisam de uma vista. Os ouvidos precisam de um som. A mente precisa de pensamentos.

O isolamento produz vulnerabilidade. Deus sabia disso: “Então o SENHOR Deus declarou: ‘Não é bom que o homem esteja só’“ (Gn 2.18).

AliançasDeus ama o casamento. Ele odeia o divórcio. O casamento não consiste meramente em um centro de reprodução para bebês humanos.

O casamento é o solo fértil onde você semeia sua paciência, seu amor e seu entusiasmo e os observa se multiplicando nas pessoas ao seu redor.

Deus nunca lhe dará um presente que substitua a presença dele. É por isso que seu cônjuge não foi criado para produzir sua alegria. A presença de Deus é que produzirá alegria em você. “Tu me farás conhecer a vereda da vida, a alegria plena da tua presença, eterno prazer à tua direita” (Sl 16.11).

Algo que é pleno implica “que tal coisa não precisa de nada para completá-la”.

Seu cônjuge é um presente de Deus para você. Esse presente tem os seguinte propósitos:

1) Proteger seu foco;
2) Reduzir suas distrações;
3) Criar um clima de proteção.

Foco sempre produz cegueira. Quando você está olhando para o norte, não consegue ver o sul. Outra pessoa é necessária para sua proteção. Foi por isso que Deus providenciou esse presente, que é o seu cônjuge. Infelizmente, alguns que se qualificam para receber nossa atenção estão desqualificados para receber nosso coração.

  • 1. Pense duas vezes se você não tem verdadeira paixão a oferecer. A prova do amor é o desejo de dar. Jesus explicou isso: “Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito…” (Jo 3.16).

* Quase sempre, o casamento se torna uma troca. A troca é a evidência de uma relação de negócios, não de amor. Você deve desejar dar tempo, o maior dom que Deus lhe deu.A prova do amor excepcional é o investimento de tempo.

  • 2. Pense duas vezes se ela não tem verdadeira paixão para lhe dar em troca. Não estou me referindo a presentes caros, grandes quantidades de dinheiro ou roupas. O ouvido atento, flexibilidade, paciência e disposição para ser corrigido também são presentes.
  • 3. Pense duas vezes se suas realizações pessoais não produzem entusiasmo na outra pessoa. Quando coisas boas acontecem, qual a primeira pessoa para quem você deseja telefonar? Preste atenção nisso. A celebração é uma bússola. Aquelas pessoas com as quais você gosta de comemorar suas vitórias são uma peça fundamental para o quebra-cabeça de sua vida. Quando o amor excepcional existe, uma grande celebração é normal. O amor excepcional não compete com o sucesso do outro. Ele experimenta sabedoria e desfruta o prazer do outro.
  • 4. Pense duas vezes se a outra pessoa não se sente cativada pelas coisas que cativam você. Há vários anos, uma mulher me empolgou. Mas o relacionamento era complicado. Alguma coisa simplesmente parecia não “afinar”. Ela não gostava de se sentar comigo quando eu escrevia meus livros. Ela gostava mais de divertir-se que de estar na presença do Espírito Santo, no Lugar Santíssimo. Um ministro amigo meu me disse o que acontecia: “Mike, ela simplesmente não é cativada por aquilo que você é.” Não é o bastante seu cônjuge ser cativado apenas por você; ele deve ser sensível pela mesma coisa que sensibiliza você. Sempre falo em conferências de mulheres. Sempre enfatizo que você não pode conhecer um homem se apenas o estudar, você o conhecerá se estudar o seu foco.
  • 5.Pense ditas vezes se você perdeu o desejo de impressiona-la. Observei uma esposa fazer um aceno de despedida para o marido certa manhã. Ela ficou na frente da porta acenando. Havia botões faltando em seu roupão, restos de comida e bobes no seu cabelo: ela era tudo que um homem gostaria de esquecer. Compreendi facilmente por que ele parecia tão feliz de estar saindo de casa para um lugar em que alguém provavelmente o saudaria a porta com um belo sorriso, roupas impecáveis e perfume para impressioná-lo.

* Você é um sistema ambulante de mensagens para aqueles a quem ama. Você voaria em um avião com assentos quebrados, ovo na gravata do piloto, botões faltando e assentos rasgados? Claro que não. Você iria pensar: “Será que o motor também esta assim?”
Alguma coisa esta errada quando você não deseja mais apresentar as melhores coisas ao seu cônjuge.
Fiquei impressionado um dia quando vi a esposa de um amigo colocar na mesa a mais cara prataria e a mais fina porcelana para ele. Ela me explicou: “A pessoa mais especial em minha vida é meu marido. Nunca iria reservar uma bela prataria para um visitante ocasional se meu marido é o rei desta casa”.

  • 6. Pense duas vezes se a pessoa nunca faz perguntas relacionadas a seus maiores sonhos e objetivos. As perguntas revelam desejo. As perguntas revelam humildade.
  • 7. Pense duas vezes se a pessoa ignora um conselho digno de orientadores qualificados. Quem são 0s heróis do seu cônjuge? Você se torna semelhante àqueles que admira. Você se apropria dos hábitos daqueles que você inveja. Quem é o orientador dominante dele? Aos pés de quem ele se senta para ouvir com real interesse? O orientador é uma profecia a respeito do discípulo. Se ele se rebela contra o conselho do pastor, essa relação é frágil e desaconselhável. A tragédia está por vir.
  • 8. Pense duas vezes se a pessoa ainda não impressionou o pastor. Eu me senti atraído por uma moça e fui até o pastor e sua esposa perguntar sobre ela. Eles trocaram olhares e disseram mansamente: “Ela ainda tem muito a aprender e melhorar até chegar lá”. Entendo conversa de pastor, eles quiseram dizer que ela estava muito distante de onde deveria estar.
  • 9. Pense duas vezes se você não enxerga melhoria constantemente no relacionamento. A melhoria é revelada pela redução de conflitos. O conflito ocorre por causa de objetivos, filosofias ou crenças opostas. A união deve aumentar a unidade e reduzir o número de brigas e discussões. A briga é evidência de sistemas de crenças opostos.
  • 10. Pense duas vezes se a pessoa demonstra pouco sofrimento ou remorso quanto aos erros e pecados passados. Aqueles que estão realmente arrependidos ficam sentidos de verdade. As pessoas arrependidas não são arrogantes. Não culpam as outras por suas decisões. As lembranças dos erros devem produzir tristeza e angústia. Quando o arrependimento não é expressado, a ofensa normalmente é repetida. Algumas pessoas nunca se arrependem de erros do passado. Por quê? Elas não provaram as dolorosas conseqüências de sua rebelião. Não têm verdadeiro temor a Deus. Acreditam estar acima de qualquer julgamento. E fútil o relacionamento com alguém que não demonstra temer a Deus. A conduta não corrigida se torna conduta repetida.

* O temor a Deus mantém o parceiro fiel. A beleza não. Uma moça certa vez me explicou: “Quero permanecer linda para que ele nunca olhe para outra mulher”. Que tola! Sua beleza não irá deixar outra mulher feia. A beleza não pode garantir fidelidade. O temor a Deus nos mantém fiéis.
Alguns dos melhores artigos escritos estão em revistas de mulheres. Porém, me entristece profundamente observar alguns orientadores de mulheres ensinando a arte da manipulação, da intimidação e da decepção para enganar os homens que elas estão tentando conquistar. Você nunca respeitará alguém que seja capaz de enganar.

  • 11. Pense duas vezes se a pessoa gosta do clima e da atmosfera dos rebeldes. Conheci uma garota surpreendente que era muito comunicativa, impressionante, cheia de classe, elegante, inteligente. Apesar de tudo, algo não me parecia muito certo, mas ignorei o fato. Um dia, ela exclamou com muita empolgação: “Adoro trabalhar com homossexuais. Eles são muito agradáveis. Prefiro trabalhar com eles que com qualquer outro tipo de pessoa”. Ela era insensível ao pecado. É claro que Deus ama a todos nós, independentemente de nosso pecado. No entanto, qualquer coisa que aflija o coração de Deus deve nos afligir também. Qualquer coisa que aborreça a Deus deve aborrecer você. Qualquer coisa que entristeça a Deus deve entristecer você.

* Se você insistir em namorar alguém que se sente confortável com rebelião, teimosia, arrogância, desprezo de Deus… Você sofrerá muito.
Uma atriz que conheci parecia amar a Deus de todo o coração. Eu a ouvia dizer continuamente: “Meu melhor amigo isso, meu melhor amigo aquilo… Temos sido bons amigos por muitos anos…”. Depois, descobri que o melhor amigo dela estava vivendo com um homem havia catorze anos. O melhor amigo dela zombava das leis de Deus, reduzia a nada os pregadores e considerava a vida santa uma piada! Aquele era seu melhor amigo! Ela se sentia completamente confortável na presença de alguém que vivia rebelado contra Deus. Um relacionamento divino entre nós foi impossível.

  • 12. Pense duas vezes se a atmosfera dos não-crentes empolga seu parceiro. Certa vez, ouvi a esposa de um pregador dizer: “Gosto muito de ir aos shows em Las Vegas. Gosto do Tom Jones e de todo aquele ambiente ele me deixa muito empolgada!” Você acha que fiquei surpreso com o divórcio deles algum tempo depois? Claro que não. A atmosfera dos não crentes empolgava a carnalidade dela, e ela a alimentava. Você não tem futuro com alguém que insiste em abastecer sua paixão na atmosfera dos não-crentes.
  • 13. Pense ditas vezes se a pessoa tiver obsessão em atrair a atenção do sexo oposto. Algumas mulheres ficam infelizes se nenhum homem gravitar ao seu redor fazendo dela o “centro das atenções”. Também já conheci homens que não conseguem passar um espelho sem parar, observar-se por algum tempo e ficar hipnotizados pela própria beleza.
  • 14. Pense duas vezes se infringir a lei é algo divertido e engraçado para seu cônjuge. Quando vejo um detector de radares no painel de um carro, reconheço que estou na presença de alguém que menospreza o limite, zomba da lei e deseja que o mundo todo saiba disso.
  • 15. Pense duas vezes se a outra pessoa demonstra pouco respeito quanto aos horários e a programação dos outros. Certa vez, namorei uma moça um bom tempo. Uma noite, tive de esperar por ela 45 minutos no restaurante. Quando finalmente chegou, toda arrumada,explicou-me: Bem, é que eu encontrei um amigo que não via desde muito tempo e simplesmente me esqueci da hora. Desculpe! E eu respondi: – Compreendo. Fiquei esperando durante 45 minutos. Lamento que a presença de outra pessoa tenha feito você esquecer de mim. Tenho certeza de que Deus tem alguém melhor para seu futuro.Isso foi tudo. Seu respeito pela programação dos outros revela muito sobre seu jeito de ser.
  • 16. Pense duas vezes quando estiver óbvio que você nunca se tornará o foco e o compromisso da outra pessoa. Essa pessoa pode desfrutar de sua presença, rir com você e até mesmo gostar de você. Ela pode ser totalmente confiável para compartilhar as coisas. Mas ser um cônjuge é outra história. Quando Deus lhe dá um cônjuge, essa pessoa se torna seu compromisso. A esposa de um jovem pregador estava claramente inquieta e frustrada. Enquanto voltávamos para casa depois de uma campanha tarde da noite, ela olhou para mim com grande exasperação e disse: — Preciso descobrir qual é meu compromisso! Respondi mansamente: – Esse compromisso está ao seu lado. Deus o chama de seu marido. Ele é seu compromisso. Você é o compromisso dele. Infelizmente, já vi muita frustração. Muitos casamentos de ministros estão fragmentados nos dias de hoje. Grandes homens e mulheres de Deus são infelizes no casamento. Publicamente, a vida deles parece glamourosa e feliz. Muitos são até famosos, bem conhecidos. Mas desprezam o casamento porque cessaram de ver o outro como seu verdadeiro compromisso.
  • 17. Pense duas vezes se a outra pessoa costuma acusar você antes de ter ouvido seu lado da história. De vez em quando, a lealdade é testada e exposta. A fraqueza de meu casamento ficou exposta certa vez. Meu telefone tocou tarde da noite. Minha esposa atendeu. Pouco depois desligou e ficou furiosa. Ela nem me perguntou se os detalhes da situação eram confiáveis. Nunca considerou que as pessoas poderiam estar mentindo ou desinformadas, foi constrangedor! O que concluí com tudo aquilo? Que a verdade não era a prioridade dela. Minha opinião não era importante. Foi uma revelação decepcionante, pois percebi que outras pessoas poderiam mentir sobre mim, e minha explicação não teria nenhum valor e nenhum crédito.
  • 18. Pense duas vezes se a outra pessoa não tiver saído de relacionamentos anteriores de forma pacífica. Há pessoas que amam brigar. Tentam destruir qualquer coisa que não conseguem possuir ou controlar. A paz as aborrece. O silêncio lhes causa enjôo. A guerra é seu combustível. Suas palavras testam os limites dos que estão ao seu redor. Será impossível ter um casamento agradável com esse tipo de pessoa.
  • 19. Pense duas vezes se os pais da outra pessoa desprezam você ou seu compromisso de vida. A influência familiar é mais poderosa do que podemos imaginar. É algo espiritual. É uma ligação de espírito. O próprio Deus criou isso. Então, você pode se casar com um rebelde que despreza até mesmo os pais dele, mas quando a crise vier, ele se voltará para a família em busca de afirmação. Se você se casar com alguém cujos pais parecem apenas tolerar você por causa de sua pouca instrução, classe social baixa ou finanças limitadas lembre-se de que eles serão a terceira parte a influenciar o coração de seu parceiro.
  • 20. Pense duas vezes se a outra pessoa tem dificuldades em aceitar a autoridade de um líder espiritual. As mudanças não ocorrerão sem um orientador digno ou uma dor fora do comum. A indisposição de se colocar sob a liderança de um homem de Deus é uma revelação devastadora de fracasso em potencial.
  • 21. Pense ditas vezes se pequenos problemas causam montanhas de ira na outra pessoa. Nunca me esquecerei deste fato. Eu estava com várias pessoas em um belo restaurante, e o garçom se esqueceu de trazer o limão para o copo de água da moça que eu estava namorando. Ela ficou furiosa. Na verdade, não apenas pareceu nervosa, mas também decidiu que a incompetência dele seria o assunto da conversa aquela noite. Ela não conseguia diferenciar as coisas importantes das triviais.
  • 22. Pense duas vezes se a outra pessoa se recusar a arrumar um emprego. É um pecado não trabalhar. Eu nunca permitiria que minha filha se casasse com um homem indisposto a ganhar o próprio sustento. Dinheiro é uma recompensa por se resolver problemas. Se você não tem nenhum dinheiro, provavelmente está se recusando a resolver os problemas próximos a você ou fugindo de sua obrigação. Você com certeza já ouviu a história de algum milionário que se casou com uma garçonete que ele encontrou em uma pequena cafeteria. Por quê? Ele observou os hábitos de trabalho dela. Às três da manhã, ela estava de pé servindo panquecas e ovos para os motoristas de caminhão, com um sorriso na face. Esse era um dos segredos de Salomão, ele contratava somente pessoas felizes. É importante observar se a pessoa com quem você vai se casar é uma pessoa feliz antes de entrar para a vida dela.

* Paulo adverte: “Quando ainda estávamos com vocês, nós lhes ordenamos isto: Se alguém não quiser trabalhar, também não coma. Pois ouvimos que alguns de vocês estão ociosos; não trabalham, mas andam se intrometendo na vida alheia […] Se alguém desobedecer ao que dizemos nesta carta, marquem-no e não se associem com ele, para que se sinta envergonhado” (2Ts 3.10,11, 14).

  • 23. Pense duas vezes se os sonhos da outra pessoa não são grandes o bastante para motivá-la. Se ela consegue dormir o dia inteiro, assistir televisão a noite inteira e se recusa a produzir algo significativo na vida, é melhor você pensar duas vezes antes de entregar sua vida a ela. Toda pessoa deve ter um sonho grande o bastante para retirá-la da cama toda a manhã ou mantê-la de pé à noite!
  • 24. Pense duas vezes se a outra pessoa se sente desconfortável na presença de Deus. Como eu disse a uma de minhas irmãs, você pode namorar um homem lindo, que tenha músculos desenvolvidos e que a lança para cima para vê-la mergulhar, mas se ele odiar a presença de Deus, não existe esperança de que o poder, algum dia, brote de dentro dele. O homem que você vê nunca será mais do que ele é hoje. Todo pregador se tornará seu rival. Ele ficará intimidado pela sua freqüência à igreja. Quando você chegar tarde em casa depois do culto à noite, ele a acusará de ter-se encontrado com alguém. Homens não-salvos são sempre intimidados por homens crentes porque eles sabem, lá no fundo de seu coração, que o homem que caminha com Deus possui algo que eles não têm.
  • 25. Pense duas vezes se a outra pessoa se sente inferior a você. É verdade, todo mundo é inferior aos outros em alguma área. Mas é necessário que aquele que caminha ao seu lado se sinta confiante, qualificado e chamado por Deus para ser seu parceiro.
  • 26. Pense duas vezes se a outra pessoa não deseja compreender nem agradar você. O amor excepcional deseja agradar o outro. O amor excepcional busca todas as oportunidades de se comunicar. Do que você gosta? Quais livros prefere ler? Onde você gosta de passar as férias? Qual a sua flor favorita? Seu parceiro deve sentir vontade de saber essas coisas.
  • 27. Pense duas vezes se houver conflito constante entre a outra pessoa e os pais dela. Honrar nossos pais é o primeiro mandamento com promessa. Aqueles que respeitam a autoridade deles, no final, serão bem-sucedidos.
  • 28. Pense duas vezes se a outra pessoa retribui o favor de outros com ingratidão. Várias vezes paguei jantares em restaurantes sem receber um simples “obrigado” por isso. Namorei uma moça alguns meses sem receber um “obrigado” por qualquer coisa que comprasse ou fizesse para ela. A explicação dela era: “Simplesmente não fui ensinada a dizer a palavra ‘obrigada’. Mostrarei minha gratidão de outras maneiras”. Que absurdo!
  • 29. Pense duas vezes se a outra pessoa não tem anseio de conhecer a voz de Deus. Obediência é o segredo de toda pessoa bem-sucedida. A Bíblia é a voz de Deus. Se um homem ou uma mulher desdenha a voz da verdade, isso resultará em uma seqüência de tragédias e catástrofes. As decisões tomadas produzirão muitas perdas. As fraquezas florescerão. Os desejos ilícitos serão devastadores como o interno. Um casamento assim é um convite ao suicídio espiritual.
  • 30. Pense duas vezes se você não se animar em apresentar a outra pessoa àqueles que você ama. Quando você está apaixonado de verdade, esse parece ser o único assunto sobre o qual quer conversar. Mas no seu caso, você fica envergonhado? Por quê? Seja sincero consigo mesmo.
  • 31. Pense duas vezes se a outra pessoa demonstra pouco respeito pelas batalhas que você venceu ao longo da vida. Você venceu o preconceito, os temores, a pobreza? Quando alguém ama você, essa pessoa admira suas realizações.
  • 32. Pense duas vezes se o diálogo com a outra pessoa se tornou enfadonho. Já estive com pessoas que me deixaram irritado, exausto e não descobria o por quê. Pessoas certas trazem energia para sua vida, pessoas erradas trazem cansaço para sua vida. O amor verdadeiro traz energia.
  • 33. Pense duas vezes se a outra pessoa toma as decisões mais importantes da vida dela sem pedir sua opinião. Fiquei surpreso certa noite em que uma moça, que eu estava namorando já fazia algum tempo, disse: “Vou deixar o emprego na semana que vem, vou entrar para o seminário amanhã”. Ela já planejava deixar sua profissão e ir para o seminário havia nove meses, e nunca me contara. Naquele momento tornou-se óbvio que minha opinião não era importante.
  • 34. Pense duas vezes se o tempo que você passa com a outra pessoa sempre resulta em culpa ou frustração. Todo relacionamento esfria quando predomina a culpa, o medo ou a sensação de cilada.
  • 35. Pense duas vezes se as pessoas à volta de seu parceiro são de caráter duvidoso. Observe as pessoas que seu parceiro em potencial acha agradáveis. Isso diz muito sobre a vida dele e sobre seu futuro com ele.
  • 36. Pense duas vezes se a outra pessoa não está disposta a seguir seu conselho ou sua recomendação. A esposa virtuosa é como uma profetisa para o marido. O marido deve ser um poço de sabedoria para a esposa.
  • 37. Pense duas vezes se você não admira nem respeita o mentor ao qual a outra pessoa se submete. O orientador dela estará alimentando uma força ou uma fraqueza. Se você se opõe a esse orientador, um casamento feliz entre vocês é impossível.
  • 38. Pense duas vezes se você gosta da outra pessoa apenas nos momentos de fraqueza. Uma mulher me explicou: “Não gosto muito de estar com ele. Sinto-me muito vulnerável ao seu lado, mas quando me sinto muito sozinha, não consigo suportar e aceito o convite dele para sairmos”. Alguns relacionamentos existem por causa da fraqueza mútua, em vez de existirem por causa dos objetivos mútuos.
  • 39. Pense duas vezes se a outra pessoa lhe dá conselhos contrários à Palavra de Deus. A Palavra de Deus é a verdade. Ela irá resistir a qualquer teste. Ela destrói os desejos errados dentro de você. Ela libera sua fé. Ela produz esperança. Ela purifica sua mente. É a chave principal para o sucesso de qualquer empreendimento. Sua reação à Palavra de Deus determina a reação de Deus em relação aos seus filhos (Os 4.6). Deus se tornará inimigo de quem insistir em desafiar sua Palavra. Seria trágico se unir a alguém que Deus poderia destruir.
  • 40. Pense duas vezes se a presença da outra pessoa não o motiva a atingir níveis mais altos de excelência. Você já tem suas fraquezas, não precisa de ninguém para alimentá-las. Qualquer pessoa pode levá-lo ainda mais para baixo. E por isto que Deus lhe dá um cônjuge: para levantá-lo.
  • 41. Pense duas vezes se você não pode revelar à outra pessoa suas maiores fraquezas. Todos nós temos fraquezas que nos envergonham, nós as disfarçamos. Pode ser a ira, o temor, a luxúria. Seu cônjuge está ao seu lado para fortalecer você, não para enfraquecê-lo. Se você acha melhor ocultar suas fraquezas em vez de compartilhá-las, pode ser que o errado seja seu cônjuge.
  • 42. Pense duas vezes se você não pode confiar na outra pessoa as suas finanças. Esse assunto estreita consideravelmente o campo, não é? Não una sua vida a de alguém imaturo demais para lidar com responsabilidades financeiras. Um jovem me confessou: “Não quero que minha noiva saiba quanto dinheiro eu tenho, caso contrário ela gastará tudo, assim que ela descobrir que tenho dinheiro sobrando, me forçará a usar meus cartões de crédito”.
  • 43. Pense duas vezes se você não pode confiar à outra pessoa suas lembranças mais dolorosas. Todo mundo quer fugir de lembranças dolorosas. Alguns milionários costumam dizer que seus dias de pobreza os motivam. Suas memórias dolorosas os levaram a grandes realizações. Alguns lembram os maus-tratos recebidos dos pais, que lhe bateram e deixaram marcas permanentes. As lembranças são importantes para compreendermos as outras pessoas.
  • 44. Pense duas vezes se você não pode confiar à outra pessoa seus maiores temores ou segredos. O temor sempre nos limita, mas ele deveria nos motivar, a mudar. Pode ser o medo de voar ou o medo do escuro. Pode ser o medo de morrer de alguma doença. Seja o que for, pense duas vezes se o amor não é forte o bastante para destruir o medo. “No amor não há medo” (I Jo 4.18).
  • 45. Pense duas vezes se você não pode confiar na outra pessoa quando ela está com seus amigos mais íntimos. À paquera é mortal. A morte de muitos casamentos começa com uma paquera. Pode parecer algo inofensivo, mas não é jamais.
  • 46. Pense duas vezes se você não pode confiar na outra pessoa quando você estiver ausente. O ciúme é um ditador cruel e tirano, e sempre infundado e produzido por uma memória dolorosa de deslealdade ou traição. Tenho visto muitos casamentos se desfazerem devido à desconfiança. Fique atento aos sinais.
  • 47. Pense duas vezes se a outra pessoa não busca a Deus sem constante encorajamento. Há vários anos conheci uma mulher muito divertida. Era uma das pessoas mais articuladas, vibrantes e amáveis que conheci. Ela ainda é amiga minha. Fiz muitas tentativas de impulsionar o relacionamento, para noivarmos e casarmos. Mas foi aí que minha compreensão foi despertada. Ela somente freqüentava a igreja por causa de minha persistência, de meus resmungões e apelos. Ela não conhecia Deus de verdade. Nem o desejava verdadeiramente. Sem a autoridade de Deus na vida da outra pessoa, qualquer esperança de casamento feliz é mera fantasia.

Leve seu parceiro em potencial à presença de Deus junto com você. 8)

Baseado no livro: A lei do reconhecimento – Mike Murdock.

Anúncios

Uma resposta to “47 dicas para reconhecer o parceiro aprovado pra você”

  1. Muito bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: