Pensando em Deus

Reconhecendo, se protegendo e desmascarando as seitas.

O Padrão Último

Posted by thimax77 em 12/10/2009

A Palavra de Deus versus a Opinião Arbitrária do Homem.

Anti seitaÀs vezes alguns críticos da Criação se referem ao debate criação/evolução como “ciência vs. Bíblia” ou “raciocínio vs. fé”.

Por definirem o debate nesses termos, talvez eles queiram dar a entender que os evolucionistas usam suas mentes, mas que tal não é o caso dos criacionistas. É claro, nada poderia estar mais longe da verdade.

Na realidade, evolução é a visão anticientífica, sendo contrária à razão, como mostrado em “Evolução: A Anti-Ciência”.

  • Se não se trata de ciência vs. fé, qual é então o verdadeiro cerne da controvérsia?

Tanto criacionistas como evolucionistas são capazes de raciocinar e  fazer ciência. Isso porque nós fomos todos feitos à imagem de Deus e  vivemos no Seu universo. A diferença está no que aceitamos como o nosso padrão último.

Quando damos razões para coisas que aceitamos como verdade, geralmente apelamos a um padrão mais autoritativo para suporte.

Nós cremos em P por causa de Q, e aceitamos Q por causa de R, e assim por diante.

Mas no nível último, toda linha de raciocínio precisa chegar a um fim; ela não pode avançar eternamente, pois não podemos tomar conhecimento de um número infinito de coisas.

Assim, toda cadeia de raciocínio precisa terminar num padrão último.

Um padrão último é algo que mantemos como inquestionável, mas que não podemos provar a partir de algo mais fundamental (de outro modo ele não seria último).

Porque possuímos compromissos últimos distintos, criacionistas e evolucionistas interpretam a mesma evidência de forma diferente.

Os criacionistas bíblicos aceitam a Bíblia como o padrão último. Não é o caso dos evolucionistas.
Alguns evolucionistas mantêm a filosofia do naturalismo como o seu padrão último. Outros mantêm o racionalismo; ainda outros, o empirismo.

  • Mas o que todas as filosofias evolutivas têm em comum?


– Todas elas rejeitam a Bíblia como um padrão.

Todos os padrões evolutivos são criados pelo homem (artificiais). Eles assumem que os seres humanos são capazes de raciocinar e obter conhecimento sem Deus – raciocínio autônomo. Assim, o debate criação/evolução reduz-se de fato a ‘Palavra de Deus versus raciocínio autônomo do homem’.

Mas se o homem apela ao seu próprio raciocínio como seu padrão último, como ele pode mesmo saber se esse padrão é correto?

Quando muito ele pode dizer que esse padrão parece justificar todas as coisas que ele conhece; mas e com relação ao infinito número de coisas que ele não conhece?

Em outras palavras, poderia ser o caso de coisas verdadeiras e contrárias ao seu padrão ainda não terem sido descobertas. Embora o homem possa arbitrariamente assumir um padrão a sua própria escolha, ele nunca pode ter qualquer confiança racional que o seu padrão escolhido é universalmente correto.

Claramente, apenas um ser onisciente poderia de fato fornecer um padrão de raciocínio correto em todos os casos. Uma vez que todo e qualquer padrão criado pelo homem carece de justificativa universal, o homem não tem nada mais que opinião arbitrária. Assim, o debate sobre as origens pode ser realmente resumido como: “a Palavra de Deus versus a opinião arbitrária do homem”.

Na realidade, tanto criacionistas como evolucionistas usam o raciocínio lógico. Ambos empregam a dedução lógica num nível maior ou menor de correção. Mas a questão real é: o que nós aceitamos como o nosso padrão para a interpretação da evidência? Em último caso, ou uma pessoa parte da Palavra de Deus ou da opinião arbitrária.

Assim, na verdade, os evolucionistas é que estão sendo irracionais. Eles têm simplesmente rejeitado a história registrada na Bíblia, tendo decidido fundamentar o seu pensamento em suas próprias suposições ao invés de no conhecimento de Deus. Isso é inevitavelmente arbitrário – o que é uma forma de irracionalidade.

Por outro lado, se colocamos a nossa fé na Bíblia, faz sentido que deveríamos ser capazes de pensar e racionar, e de obter conhecimento. Deus criou as nossas mentes, tendo-nos revelado algum conhecimento. Uma vez que Deus é soberano sobre toda a verdade (Colossenses 2:3), existem padrões universais de raciocínio (leis da lógica) que nós podemos usar para corrigir e melhorar a nossa compreensão do universo.

Sem a fé de que Deus nos criou tal como ele tem dito em sua Palavra, não haveria motivo para pensar que a racionalidade é possível. Assim, debaixo de uma reflexão cuidadosa nós descobriremos que a fé no Deus bíblico é realmente necessária para termos uma cosmovisão racional.

O raciocínio é uma das dádivas de Deus à humanidade, e Ele espera que usemos a mente que nos foi dada de uma forma leal à Palavra revelada. Isto é, nós devemos raciocinar usando a Palavra de Deus como o nosso ponto de partida fundamental (Provérbios 1:7), e rejeitar as meras especulações que contradizem o conhecimento de Deus (2 Coríntios 10:5; 1 Timóteo 6:20).

Infelizmente muitas pessoas usam as suas mentes de forma rebelde: tratando a Palavra de Deus como uma mera hipótese a ser analisada segundo as suas próprias filosofias arbitrárias. Filosofias que usam a suposição humana ao invés da Palavra de Deus como ponto de partida fundamental são propensas à má-interpretação da evidência, uma vez que o ponto de partida é inevitavelmente arbitrário.

Nós somos pró-raciocínio; e partimos tendo a Bíblia como o nosso padrão porque qualquer outro padrão seria irracional. Somente Deus pode nos fornecer um padrão universal necessariamente correto para o entendimento, pois apenas Deus possui conhecimento universal.

Os cristãos têm fé na Bíblia no que ela diz ser: a autoritativa Palavra de Deus. E porque temos tal fé, temos motivo para raciocinar.

VEJA OUTROS ARTIGOS E ESTUDOS NA COMUNIDADE DO ORKUT:

ANTI-SEITA.

APROVEITE E FAÇA PARTE VOCÊ TAMBÉM!

Anúncios

2 Respostas to “O Padrão Último”

  1. Sara Kelly said

    Bá, como eu queria ter lido este estudo a alguns anos atrás, quando discutia com a professora de ciências no 1º grau rsrsrs

  2. […] da ALMA10 Marcas de uma Sei… em Como identificar uma seit…Sara Kelly em O Padrão ÚltimoSara Kelly em Livro de VisitasSara Kelly em A guarda do SÁBADO […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: