Pensando em Deus

Reconhecendo, se protegendo e desmascarando as seitas.

A Falsa Religião do Livre-Arbítrio em 5 pontos

Posted by thimax77 em 29/11/2009

por Scott Price

“A Falsa Religião do Adepto da Teoria do Livre-Arbítrio


  • 1) O adepto da teoria do “livre-arbítrio” crê que o homem NÃO é totalmente depravado e que ele possui plena capacidade para ir a Cristo ao usar seu livre-arbítrio, e que Deus aceitará essa pessoa por causa do exercício dessas habilidades.

Note: Dizer que o homem NÃO é totalmente depravado significa afirmar que ele possui certa justiça própria digna de merecer algo da parte de Deus.

  • 2) O adepto da teoria do “livre-arbítrio” crê que Deus o escolhe baseado na observação futura do uso do livre-arbítrio — caso o homem escolha crer — portanto, Deus elege um homem para a salvação sob a condição de que o livre-arbítrio previsto dessa pessoa escolha a Deus.

Note: Dizer que a eleição é condicionada de alguma forma pelo homem é promover a salvação pelas obras, que é uma coisa má e autojustificadora.

  • 3) O adepto da teoria do “livre-arbítrio” crê que Cristo morreu universalmente por toda humanidade, sem exceção, e que depende do livre-arbítrio do homem tornar a morte de Cristo eficaz.

Note: Dizer que a morte de Cristo NÃO é o diferencial entre céu e inferno é competir com o estabelecimento e a obra da justiça que Cristo obteve mediante sua vida e morte.

  • 4) O adepto da teoria do “livre-arbítrio” crê que o homem pode resistir à vontade de Deus a qualquer hora mediante vontade própria.

Note: Dizer que o pecador pode resistir ao chamado eficaz, interno e atrativo do Espírito Santo de Deus — o mesmo poder que levantou Cristo dos mortos — é dizer que o homem possui mais poder que o próprio Deus .

  • 5) O adepto da teoria do “livre-arbítrio” crê ser capaz, mediante seu livre-arbítrio, de voltar as costas para Deus e, como resultado disso, perder a salvação.

Note: O problema com o adepto da teoria do “livre-arbítrio” é que, antes de tudo, ele não entende como a pessoa é salva, muito menos o tópico da preservação ou perseverança. Ele imagina ser alvo da salvação condicional, orientada por obras do princípio ao fim.

Esses cinco pontos — aos quais o adepto da teoria do “livre-arbítrio” da falsa religião se apega — são mentiras de Satanás, opostas à verdade divina. Deus diz que somos justificados pelo sangue e pela justiça imputada de Jesus Cristo, o Senhor.

O falso evangelho parece existir em excesso no mundo hoje. Paulo disse em Gálatas 1:9: “Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema”. Se Deus é absolutamente soberano e o autor da salvação eterna, então o livre-arbítrio é um mito. A Palavra de Deus declara dessa forma.

Se o adepto da teoria do “livre-arbítrio” está tão impressionado com seu livre-arbítrio, por que ele não o usa para parar de pecar? Ele não pode fazê-lo, pois não o possui!

“Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus, que se compadece” (Romanos 9:16). Toda a glória irá para Deus na salvação de uma pessoa ou não haverá salvação. Deus é zeloso de sua glória e não a partilhará com nenhum adepto da teoria do “livre-arbítrio”. JAMAIS!

Anúncios

18 Respostas to “A Falsa Religião do Livre-Arbítrio em 5 pontos”

  1. Ezequiel said

    valeu para meu aprendizadado!

  2. Luis Guilherme said

    Meu, vc se equivocou, desculpe. Mas livre arbitrio é uma doutrina ensinada por Deus, nao por lucifer.
    Se nao, pense bem… para que existe mandamentos?
    Para que existe arrependimento?
    Se nao fossemos livres para escolher a vida(galardao), ou a morte eterna(inferno), entao para que existirá o julgamento final?
    Voce está dizendo que Deus é um mentiroso? que julga os homens pelos seus atos, que da sua vida para apagar nossos pecados caso nos arrependamos, sendo que nao somos livres para escolhe-lo ou nao?
    Voce esta errado! Somos livres!

  3. Sara Kelly said

    Já imaginou se Judas (o traidor), tivesse o livre arbítrio de não trair Jesus???
    Todas as escrituras e vontades divinas teriam ido por água abaixo, sujeitas às vontades humanas?

  4. carlos manoel said

    Cara, acreditar que o homem não tem o livre arbítrio é insanidade! por que motivo Deus colocou a árvore da ciência do bem e do mal? Adão e Eva não puderam escolher? Você está querendo afirmar que foi Deus que criou o mal?
    Judas traiu Jesus porque ele escolheu assim, e Deus já sabia que ele iria trair, foi profetizado mais de 500 anos pelo profeta Zacarias que ele trairia Jesus por 30 moedas de prata, e Deus sabia disso! Acho que você está confundindo livre arbítrio com préciência divina!

    Deus sabe todas as coisas, Ele é um Deus soberano, mas Ele não pode interferir em nossas escolhas, Ele nos deu o livre arbítrio, Ele não criou marionetes, Ele sabe por Sua sabedoria quem vai se salvar e quem não vai.

    Se você acredita que não existe livre arbítrio, por que devemos nos arrepender de nossos pecados?
    Está errado apocalipse 3:5? E Jer 21:8? Leia também Deut. 30: 15-19 “…eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte.”

    Josué 24: 15 – “…escolhei hoje a quem sirvais…”
    Acho que isso deixa claro que temos sim o livre arbítrio, Deus nos colocou o raciocínio pra escolher, então não posso escolher ser ou não ser salvo?

    Por quê? Deus é a essência da liberdade! Ele jamais interfe na vontade humana, pelo contrário, em toda a Bíblia demonstra profundo amor e interesse na conversão do pecador, pois deseja que ele viva para sempre. Aleluia! Glória a Deus! É o homem quem escolhe e determina o seu destino eterno, e não Deus.
    Atos 17: 30 – “… notifica aos homens que todos em toda parte se arrependam.”
    I Timóteo 2: 4 – “Que quer que todos os homens se salvem…”
    I Coríntios 10: 12
    “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe, não caia.”

    I Tessalonicenses 5: 9 – “Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo.”

    Jesus Cristo, o Salvador bendito pagou o preço da redenção de todos. Por isso pode afirmar:
    João 6: 37 – “…o que vem a Mim de maneira nenhuma o lançarei fora.”

    João 6: 47 – “…aquele que crê em Mim tem a vida eterna.”
    Apocalipse 3: 11 – “…guarda o que tens para que ninguém tome a tua coroa.”

    Deus jamais virá a nós dizendo: “Mudei de idéia contigo, Meu sacrifício está anulado, agora as regras do Plano da Redenção são outras.”
    Não! – O homem escolhe! O preço está pago para todos sem exceção! Um dia Jesus ficou tão triste com a indiferença de Seu povo, que afirmou:
    João 5: 40
    “E não quereis vir a Mim para terdes vida.”

    Jesus morreu por todos, mas nem todos querem ser salvos, e Deus respeita a decisão de todos. O fogo, pois, foi preparado para o diabo e seus anjos e não para o homem.
    Como no Juízo Final a Terra se tornará uma bola de fogo, todos os perdidos, Satanás e seus anjos serão destruídos por suas chamas. Deus, os anjos, o Senhor Jesus, o Espírito Santo e todos os salvos lamentam, mas… que fazer?

  5. Sandra said

    Somente 3 pessoas tiveram livre-arbitrio:
    Adão, Eva e Jesus.

  6. carlos manoel said

    Ah! é? E daonde você tirou isso? Da Bíblía é que não foi!!!! Sandra, vc tá muito equivocada, já leu as passagens acima?
    Jeus é Deus, como é que vc pode compará-lo ao homem e a Adão e Eva????

    Adão e Eva foram seres criados como eu e você e como os anjos e como Satanás que tb tinha o livre-arbítrio e resolveu questionar Deus, foi expulso do céu e fez toda a humanidade cair!!!!!
    Se Adão e Eva tiveram o livre arbítrio e nós não, em que vc acha q eles sào melhores q nós?

    Acho que vc precisa definitivamente estudar mais a Bíblia!

  7. gaither said

    Concordo com o comentário acima do carlos, acreditar que não existe livre arbítrio é teoria do diabo, ele que quer que acreditemos que Deus é quem deceide, se você acredita que não existe o livre arbítrio vc acredita que foi deus que criou o mal!!!!!! Isso é RIDÍCULO, Deus não criou o mal, Ele sabe todas as coisas, mas não interfere no que escolhemos e isso não tem nada a ver de dizer que o oser humano tem mais poder que Deus porque pode escolher não aceitá-lo. Você está muito errado nessa doutrina!!

  8. Elizabete said

    O livre arbitro no meu conceito são as escolhas que temos que fazer. Vou dar um exemplo pessoal, trabalhava numa empresa onde tudo fluia, ascensão de vento em popa até que um funcionário não conseguia o mesmo feito, começou a me perseguir, criticar, até que pensei tenho o livre arbitrio de escolher. Vou para o ataque, revidar, ou simplesmente me demitir, por que acreditava na minha capacidade, decidi sair e deixar para trás aquele ser insano, hj tenho meu próprio escritório. As coisas são mais ou menos assim, se uma pessoa quer partir para a violência, dê a outra face, perdoe e será libertado. Isto para mim e ter escolhas, ter o livre arbitro, o resto são manipulações que todas as religiões tem para impor, fazer ter medo, assim as pessoas permanecem na igreja, templo e com isso os dizimos continuam lá.

  9. […] Extraido do Fórum: Conhecendo a Deus […]

  10. Ediselma said

    resposta a Luis Guilherme….
    Entendo sua posição, mas livre arbitrio não é um ensinamento e nem doutrina, é escolha do próprio homem.
    Selma

  11. David said

    Graça e PAz a todos…

    Se um discípulo de Jesus está a pregar o evangelho de Jesus, numa sala lotada de incrédulos, de ateus, esotéricos e pessoas que confessadamente nãoa ceitam Jesus como Salvador. Se, embora o discípulo se esforce na proclamação do Evangelho, com todas as suas forças e entendimento, o Espírito Santo não aja, não convecendo o homem do pecado, da justiça e do juízo ali, naquele recinto, ainda assim, alguém poderia usar o seu LIVRE ARBÍTrio para aceitar a Jesus?

    Ora, se o Espírito Santo não convencer, o homem nÂO ESCOLHERÁ seguir a Jesus Cristo NUNCA! Ninguém conseguirá escolher seguir Jesus Cristo se não for “tocado”, se não for convencido, se não for de fato “CHAMADO” pelo Espírito Santo! Ou será que existe possibilidade de o homem aceitar a Jesus, usando de seu livre arbítrio, sem que tenha sido convencido pelo Espírito Santo de Deus?

  12. manoel said

    Caro David, Deus respeita e o Espírito Santo, por também ser Deus, também, nem deus nem o ES podem te coagir sem que você antes não queira, você está afirmando que é o espirito Santo que manipula a todos?
    Erradíssimo! quando uma pessoa incrédulo ou não ouve a mensagem se ela sentir o desejo no coração o Espírito Santo vai agir, a vontade de Deus e do espírito santo é de salvar a todos, Ele nào quer que ninguém se perca, mas o homem pode escolher seguir o caminho de Deus ou do inimigo, isso é livre arbítrio, o mesmo que teve Adão e Eva, Jesus e todos.
    O espírito santo nos convence da justiça, do pecado e do juízo, mas é o homem que manifesta o desejo mesmo bem pequeno de mudança!

  13. David said

    Olá Manoel, Paz do Senhor Jesus

    O amigo nao sabe o que é NOVO NASCIMENTO. Talvez imagine que “nascer de novo” seja algo que é baseado na ONIPOTÊNCIA de Deus! Ora, o novo nascimento é baseado no “DOM DA VIDA”. Isso significa que até mesmo conceitos que o homem tinha, antes de conhecer a Jesus, são mudados. Se praticava algo, que para ele era uma bobagem, quando é “tocado” pelo Espírito Santo, passa a enxergar aquilo como pecado, como algo que desagrada a Deus! Não é o homem quem escolhe MUDAR, não é ele quem ESCOLHE nascer de novo…

    Joa 1:13 – Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.

    O novo nascimento é obra do Espírito Santo na vida do homem! Ao “toque” do Espírito, mesmo aquele que não esteja “dando lugar” pode ser alcançado! COnforme o exemplo que dei, na última postagem, se durante a pregação de determinado pastor, para vários incrédulos, o Espírito Santo não age, abrindo os olhos daqueles que estão ESPIRITUALMENTE CEGOS, para enxergarem Jesus Cristo como Único caminho, ninguém, absolutamente NINGUEM, usará de seu “livre arbítrio” para escolher Jesus! É um “livre arbítrio” estranho, já que todos só aceitam se forem CONVENCIDOS, pelo “Outro Consolador”… É por isso que Jesus falou, certa vez:

    Joa 6:37,44 – Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. 44 Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer;

    O homem só aceita ao Plano de redenção se tiver seus olhos abertos. Se o Espírito Santo não o curar da cegueira espiritual, ele não usará seu “livre arbítrio” nunca, para aceitar a Jesus, pois sequer acreditará que existe pecado, sequer acreditará que existe justiça e juízo! Só através da ação do Espírito Santo o homem aceita a Jesus, o Único caminho para a vida eterna!

    Eu não consigo enxergar a doutrina arminiana de outra forma, que não seja salvação pelas obras! Embora os colegas confessem que a salvação é pela graça, batem no peito e bradam aos quatro ventos que as decisões mais importantes são tormadas por si mesmos e, assim, só tinham mesmo é que MERECER a salvação!

    Ora, isso é o cúmulo, salvação é GRAÇA, é DÁDIVA IMERECIDA! Não existe nada, que o homem possa dar a Deus, para se tornar merecedor da salvação!

  14. manoel said

    Acho que o amigo atribui todo o impulso ao ES, é claro que o ES nos convence da justiça e do juízo, o ser humano por si só é mau, mas tem necessidade de crer em algo. Deus, ao contrário do que pensas, não escolhe quem vai se salvar ou se perder, pois E;e quer que todos se salvem e que ninguém se perca!
    O irmão citou o novo nascimento como uma transformação que é feita somente por ação do Espírito santo, mas sem a pessoa desejar ser mudada o ES nunca agirá, o novo nascimento é um milagre realmente não depende de nós, só depende de nós a ação, a vontade de querer mudar, buscar a Deus em primeiro lugar e todas as outras coisas nos são acrescentadas!
    Lembremos de Zaqueu, ele era infiel, mas ao ouvir os apelos de João Batista foi tocado e se converteu ao ver Jesus e ao ter o contato com Ele, isso se chama arrependimento, o restante, vem de Deus, a mudança virá de Deus!
    A Bíblia é clara que a missão de Jesus e dos apóstolos era qual? Apelar, pregar para que se arrependessem e com isso Jesus os mudaria, mas essa mudança não seria radical, depende do ser humano, pois o inimigo está sempre nos tentando e fazendo com que caiamos, a nossa mudança gradual, procurando fazer a vontade de Deus é a santificação, desejo de Deus, mas isso tudo NÓS É QUE FAZEMOS, NÓS É QUE DEVEMOS BUSCAR, Deus não coloca em nós tudo pronto!
    A salvação não é pelas obras é pela fé em Cristo, mas o fazer boas obras é um resultado do nosso coração transformado, Deus nos ajuda diariamente em nossa luta contra as forças do mal, e com isso, fazendo a Sua vontade, fazemos boas obras, não existe salva~’cão em um coração que não procure fazer a vontade de deus e que não tenha boas obras!
    O amigo fala como se não ouvesse converssão, pois pelo pensamento, Deus é que escolhe, Deus ‘que age, nós somos só reprodutores dessas escolhas, mas a Bíblia ensina algo muito importante contra a teoria do calvinismo, que existe CONVERSSÃO, ou seja, a pessoa escolhe se aceita ou não, leia Jer 24:7, Marcos 12:33, Lucas 5;32, Lucas 3;8 e etc.
    Deut 30:17, claramente nos prova que nos podemos querer dar ouvidos ou não, que o nosso coração pode se desviar, isso é escolha!
    Não concordo que não exsite nada que possamos dar a Deus, existe sim, e o que podemos e devemos dar a Deus é o nosso coração, e Ele mudará com o seu poder o nosso coração!

  15. David said

    Olá Manoel… Paz do Senhor Jesus esteja contigo…

    Para o arminiano, o homem é o grande responsável por sua salvação, pois que depende apenas de si, para se salvar. Afinal, se tomar as decisões acertadamente, se fizer as escolhas corretas, certamente se salvará. Ainda, para se salvar, o homem precisa “dar lugar” ao Espírito, caso contrário, o “Outro Consolador” nunca agirá em sua vida.

    Para o calvinista, a salvação depende unicamente de Deus, pois ela, a salvação, é uma graça. Isso significa que a salvação não é por merecimento, não é um pagamento…

    Rom 4:4 Ora, ao que trabalha não se lhe conta a recompensa como graça, mas sim como dívida;

    Se eu tenho de fazer por MERECER a salvação, ela pode ser tudo, salário, recompensa por meus esforços, menos GRAÇA. É por isso que o crente arminiano bate ao peito, feliz, dizendo que tomou, dizendo que tem tomado as decisões corretas e que só pode mesmo MERECER a salvação, afinal é ELE QUEM TEM feito as escolhas…

    Mas a salvação não depende de esforços humanos, não depende de sacrifício, pois que o único Sacrifício já foi feito. Somos salvos não por nossos méritos, mas pelos Méritos de Jesus Cristo na cruz!

    Rom 9:16 – Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus que usa de misericórdia.

    Para o calvinismo não existe isso de “dar lugar” ao Espírito, pois que tanto aquele que “dar lugar” como aquele outro que não dá lugar, podem ser alcançado. E assim tem sido. Pessoas que tinham horror ao Evangelho de Jesus, que não iam a igreja, que tinham pavor a crentes, um dia, ao escutar CASUALMENTE a Palavra de Deus, acabaram aceitando a Boa Nova. Foi assim com um certo cantor que tinha repúdio a tudo o que se refere as Escritruras… Sempre fugia, ou mudava o humor, quando a esposa crente tentava falar-lhes de Jesus… Até que um dia, por não conseguir sair, por estar sob efeito do alcool, que escutou a Escritura. Ora, a fé vem pelo ouvir, e o ouvir a Palavra de Deus. A Palavra de Deus tem poder para converter até o coração mais duro. E isso independe da vontade do homem, pois esta é mudada no mesmo instante, em que os olhos são abertos para enxergar!

    O amigo sabe por que, entre os dons do Espírito, está incluso a fé? Ora, se a fé é listada como um dom, isso significa que nem todos a tem!

    2Te 3:2 – e para que sejamos livres de homens perversos e maus; PORQUE A FÉ NÃO É DE TODOS.

    O homem só crê, o homem só passa a ter fé, se o Espírito Santo o “tocar”. Não é o homem quem ESCOLHE ter fé, mas esta surge ao “toque”, ao chamado do Espírito Santo! Antes do toque, é impossível ao homem ter fé em Jesus Cristo, pois que ele não pode crer, sem que tenha sido convencido pelo “Outro Consolador”.

    Assim, existem três “ferramentas” que “acionam” o agir do Espírito Santo. A primeira seria a PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO. Se na proclamação do Evangelho o Espírito Santo não agir, ninguém, absolutamente ninguém usará seu “livre arbítrio” para aceitar a Jesus Cristo. A segunda seria a EXORTAÇÃO… Se durante a exortação o espírito Santo não inquieta aquele que está escutando a Palavra, ele imaginará que aquela amoestação é para todas as outras pessoas, menos para ele… E a terceira seria a oração. O louvor estaria poderia estar incluído dentro da proclamação ou dentro da exortação…

    As boas obras do homem, Manoel, são tão somente frutos do seu novo nascimento. Assim, as “escolhas corrtas” não são a causa pelo qual o homem é salvo, mas é o RESULTADO do novo nascimento. E este novo nascimento não é algo que depende de mim… Como já disse, isso não significa que Deus usa a sua Onipotência, para arrastar o homem até Si, enquanto esse grita blasfêmias, por não querer ir. O novo nascimento é baseado no dom da vida. O homem nasce de novo e todos os seus valores são mudados, incluídos aí a sua vontade. COm isso o homem vai até Cristo por livre e espontânea vontade. E assim, se antes via determinada coisa como natural, quando nasce de novo, vê que aquilo é algo IMORAL que desagrada a Deus… Ora, isso não vem do homem, e enquanto o Espírito não agir, o homem continua a crer que aquilo não é “nada demais”…

    Diga-me uma coisa, Manoel: Pode o homem usar o seu “livre arbítrio” para aceitar a Jesus, se o Espírito Santo não o convencer primeiro?

    Joa 6:37,44 – Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. 44 Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer;

    Em Cristo

    David

  16. Manoel said

    Caro David, não sou arminiano tampouco calvinista, mas não concordo que a salvação depende unicamente de nós! Isso seria utópico, e uma heresia, contrário aos ensinos bíblicos, pois é Jesus quem salva, Ele por Sua graça nos deu a oportunidade da Salvação, nós apenas devemos ACEITÁ-LO, e então ELE agirá, Ele mudará nosso coração e caráter, se assim permitirmos, isso é bem diferente do que falou!
    Não colocamos a salvação sobre o livre-arbítrio e sim sobre a graça de Jesus (Romanos 11:5, 6). O que cremos é que a graça devolve-nos o livre-arbítrio para decidirmos continuarmos predestinados ou não. A responsabilidade moral não está só na autoridade de Deus por que se o tivesse, Deus é o “responsável moral” pelo pecado. Um verdadeiro absurdo, pois, o pecado não se originou por causa da “responsabilidade moral de Deus” e sim pela responsabilidade moral das criaturas para com os princípios dEle.

    A responsabilidade moral está no ser humano também, pois, do contrário, não haveria necessidade de Deus deixar Dez Mandamentos para serem obedecidos (pela graça, mas, com desejo de que essa graça seja uma realidade). O começo dos mandamentos “Não” faça isso, “não” faça aquilo coloca a responsabilidade no ser humano pelos próprios atos e liquida a ideia Calvinista.
    Tolice é não querer entender Apocalipse 22:17 juntamente com Filipenses 2:13 e Eclesiastes 7:29. Eis um resumo do que a Bíblia diz sobre o livre-arbítrio:

    a) Deus fez o homem justo (todos e não só os “predestinados”) – Eclesiastes 7:29;

    b) O homem se tornou injusto – Eclesiastes 7:29 (não por que Deus quis, como pressupõe o Calvinismo irracional)

    c) A graça e a obediência de Cristo tornam o ser humano justo – Romanos 5:19;

    d) Cristo nos ajuda a escolhermos o que é bom e não o que é mau (como a perdição, por exemplo) – Filipenses 2:13;

    e) A graça pode ser aceita – Apocalipse 22:17;

    f) A graça pode ser rejeitada – Mateus 7:21-23.

    Assim, a Soberania de Deus fica intacta e Sua justiça também. A morte de Cristo na cruz tem poder (quem duvida disso?) para dar ao ser humano a responsabilidade moral por seus atos e vontade de aceitar ou não o plano de salvação.

    Se o sacrifício de Jesus na cruz não desse ao homem a possibilidade de escolher se perder, teríamos que chegar às seguintes conclusões:

    1) Deus obriga a se salvar um indivíduo mesmo que ele não queira;
    2) O sacrifício de Cristo não foi tão eficaz assim, pois, Apocalipse 20:8, 9 afirma que haverá mais perdidos do que salvos;
    3) Portanto, Deus escolheu mais pessoas para a perdição do que para a Salvação. Ora, nem mesmo um pai pecador iria querer que a maioria dos filhos dele se perdesse. Imagine Deus, cujo amor é comparado ao amor de mãe! (Isaías 49:15).

    É lamentável que os calvinistas tenham uma visão tão distorcida de Deus e do plano de salvação.

    O calvinismo distorce o ensino do livre-arbítrio. Não haveria necessidade de o Espírito Santo convidar para a salvação quem quiser ser salvo (Apocalipse 22:17) se as pessoas não pudessem escolher permanecerem predestinadas ou não. Portanto segundo Apoc 22:17, o ES de Deus pergunta, quem quiser, quem aceitar, quem buscar.
    O calvinismo passa às pessoas o conceito maligno de que, no fim das contas, o responsável pela perdição é Deus e não o ser humano.

    Os textos a seguir comprovam tal conceito. Atente para os versos que se explicam:

    “Contudo, não quereis vir a mim para terdes vida.” João 5:40.
    Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento.” 2 Pedro 3:9.

    É o fato de um pecador, por pior que seja, aceitar a Jesus e ser transformado que torna a graça de Deus maravilhosa! Se um assassino se converte porque Deus o obrigou, cadê o brilho do poder Divino em transformar vidas? Onde está a atuação do Espírito para convencê-lo “do pecado, da justiça e do juízo”? (João 16:8-10). O próprio trabalho do Espírito de atuar nos corações mais endurecidos é uma prova clara de que Deus corre atrás de todo mundo e que jamais fez uma “seleção” para jogar no time dos salvos.

    Por que enviar o Espírito Santo (João 14:16) para convencer pecadores se os mesmos já estivessem predeterminados ao “inferno”? Definitivamente: os calvinistas carecem de base bíblica para apoiar seus devaneios teológicos.

    Caro amigo, O ES toca no coração de todos , pois quer que TODOS SE SALVEM, mas é o homem que escolhe se vai aceitar ou não, a salvação não pode ser imposta, a graça de deus é estendida a todos!

    Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu filho unigênito para que TODO AQUELE que nEle crer não pereça, mas tenha a vida eterna! João 3:16

    A SALVAÇÃO ESTÁ CONDICIONADA A ACEITAÇÃO DO HOMEM E A PERMAN6ENCIA DELE COM DEUS:

    Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito.” João 15:7.

    “Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço.” João 15:10.

    A palavra SE, mostra opção, aceitação!

    Ezequiel 18:20-24

    “A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai, a iniqüidade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele, e a perversidade do perverso cairá sobre este. Mas, se o perverso se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e fizer o que é reto e justo, certamente, viverá; não será morto. De todas as transgressões que cometeu não haverá lembrança contra ele; pela justiça que praticou, viverá. Acaso, tenho eu prazer na morte do perverso? —diz o SENHOR Deus; não desejo eu, antes, que ele se converta dos seus caminhos e viva? Mas, desviando-se o justo da sua justiça e cometendo iniqüidade, fazendo segundo todas as abominações que faz o perverso, acaso, viverá? De todos os atos de justiça que tiver praticado não se fará memória; na sua transgressão com que transgrediu e no seu pecado que cometeu, neles morrerá.”

    Somente esses versos já colocariam por terra a predestinação como defendida pelos calvinistas. Aqui é dito que um perverso pode se converter e viver e um justo pode se desviar e morrer.

    Sua resposta está no verso 46, não permita isolar um versículo do seu contexto para provar algo, no v. 46, diz: Está escrito nos profetas: E serão todos ensinados por Deus. Portanto, todo aquele que do Pai ouviu e aprendeu vem a mim.
    E Jesus continua a explicar o que foi dito nos versos 37-44:

    64 Mas há alguns de vós que não crêem. Porque bem sabia Jesus, desde o princípio, quem eram os que não criam, e quem era o que o havia de entregar.

    65 E dizia: Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido.

    66 Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele.

    Caro amigo a Bíblia NÃO SE CONTRADIZ, se explica, entendeu?

    Deus quer que TODOS SE SALVEM E SE ARREPENDAM, ELE MORREU POR TODOS!

  17. David said

    Olá Manoel, Paz do Senhor Jesus…

    “Caro David, não sou arminiano tampouco calvinista, mas não concordo que a salvação depende unicamente de nós!”

    Embora eu tenha fortes tendências ao calvinismo, ainda preciso me aprofundar em algumas questões. Já ao arminianismo, posso dizer claramente que não vejo essa linha de interpretação como bíblica, pois que ela faz da salvação um TROFÉU, pelas boas obras, pelas tomadas de escolhas certas, durante a vida.
    Com relação a afirmação do amigo, acima, ela parece um pouco confusa, e não entendi bem o que quis dizer…

    “Isso seria utópico, e uma heresia, contrário aos ensinos bíblicos, pois é Jesus quem salva, Ele por Sua graça nos deu a oportunidade da Salvação, nós apenas devemos ACEITÁ-LO, e então ELE agirá, Ele mudará nosso coração e caráter, se assim permitirmos, isso é bem diferente do que falou!”

    Responda-me, com sinceridade: Pode alguém usar seu “Livre arbítrio” para aceitar a Jesus, sem nenhuma ação do Espírito Santo? Ou o homem só aceita a Jesus se for CONVENCIDO pelo Espírito Santo de Deus? Medite e responda essas questões!

    “Não colocamos a salvação sobre o livre-arbítrio e sim sobre a graça de Jesus (Romanos 11:5, 6). O que cremos é que a graça devolve-nos o livre-arbítrio para decidirmos continuarmos predestinados ou não.”

    O amigo não sabe o que é “predestinação”… Não existe isso de “continuar” a ser predestinado, ou, sendo “predestinado”, deixa de o ser. Veja bem, Manoel… Deus conhece todas as coisas, inclusive o futuro. Ele sabe o que tu estarás fazendo daqui a 10 anos e, inclusive, a cor da camisa que estarás usando. Preste atenção, Deus já VIU A COR da camisa que tu estarás usando daqui a 10 anos! Agora, eu te pergunto, qual a chance que tu tens hoje, de ESCOLHER vestir uma camisa de cor diferente, daquela que Deus já te viu usando? Ora, a tua chance de SURPREENDER a Deus, a tua chance de fazer algo que Ele não espere, é ZERO! Medite nessa questão, a luz da Palavra!

    “ A responsabilidade moral não está só na autoridade de Deus por que se o tivesse, Deus é o “responsável moral” pelo pecado. Um verdadeiro absurdo, pois, o pecado não se originou por causa da “responsabilidade moral de Deus” e sim pela responsabilidade moral das criaturas para com os princípios dEle.”

    A salvação não é por obras, Manoel… Eu lembro que, quando pequeno, minha avó nos prometia presentes, se fôssemos comportados durante todo o ano. Ela chegava a mim, que sou o neto mais velho, e dizia:”David, este é o seu presente, se você se comportar bem durante todo o ano, se for um bom filho, se passar com boas notas na escola, ele será seu…”. E eu ficava na expectativa de me comportar para MERECER o presente… Ora, é isso que muito crente pensa, SE COMPORTAR PARA MERECER a salvação! Mas ela não é por merecimento! As boas obras, a maneira correta de agir, são tão somente FRUTOS do novo nascimento, são assim, “EFEITOS” da regeneração, da ação do Espírito Santo na vida do homem! O problema é que existe muito crente fazendo das obras, da maneira certa de agir, a “CAUSA” da salvação. Ora, boas obras não são “causa”, mas apenas “efeito”, apenas frutos, apenas resultado da verdadeira conversão!
    Ninguém é salvo porque foi “bonzinho”, porque se comportou, porque ESCOLHEU ou fez as escolhas certas! O homem é salvo pela GRAÇA de Deus e o conceito da palavra graça, que significa dádiva imerecida, só é completamente satisfeito se a salvação for totalmente responsabilidade de Deus. Se o homem precisar COOPERAR com Deus, se o homem precisa AJUDAR a Deus, para ser salvo, já não é graça, mas pagamento por esforços!

    “A responsabilidade moral está no ser humano também, pois, do contrário, não haveria necessidade de Deus deixar Dez Mandamentos para serem obedecidos (pela graça, mas, com desejo de que essa graça seja uma realidade). O começo dos mandamentos “Não” faça isso, “não” faça aquilo coloca a responsabilidade no ser humano pelos próprios atos e liquida a ideia Calvinista.”

    Nos somos salvos pelos méritos de Jesus Cristo, Manoel. Não existe méritos meus, na minha salvação! Não existe méritos teus, na tua salvação.

    “ a) Deus fez o homem justo (todos e não só os “predestinados”) – Eclesiastes 7:29;”

    Eu creio que Adão e Eva foram criados justos, perfeitos e sem pecados. Eles poderiam escolher NÃO PECAR e passar toda a sua vida, sem nenhuma vontade de pecar, sem nenhuma tendência. Mas, hoje, o homem é diferente. Ele não consegue “escolher não pecar”, pois que está como um carro desalinhado, que só tende para um dos lados! Hoje para aceitar a Jesus, o homem precisa ter seus olhos abertos, pelo Espírito Santo, para que enxergue o precipício que existe a frente, e aceite a Jesus Cristo como Salvador e Senhor! Se o Espírito Santo não lhes abrir os olhos, o homem não aceitará a Jesus Cristo nunca!

    “b) O homem se tornou injusto – Eclesiastes 7:29 (não por que Deus quis, como pressupõe o Calvinismo irracional)”

    Eu creio que foi o próprio homem quem escolheu DESOBEDECER, Manoel! Deus não pode NEGAR a si mesmo!

    “c) A graça e a obediência de Cristo tornam o ser humano justo – Romanos 5:19;”

    Concordamos nisso. A nossa diferença, é que para mim, a obediência é FRUTO DO NOVO NASCIMENTO. Assim, todo aquele que nasceu de novo OBEDECE! Não é o homem que “escolhe” obedecer, mas, ao nascer de novo, aquela forma de proceder passa a fazer parte da sua vida! Com o novo nascimento, os prncípios do homem são mudados, e não é ele quem faz essa mudança… Mas, ao ter os olhos abertos para enxergar, visualiza aquilo que é certo e agradável a Deus!

    “A graça pode ser aceita – Apocalipse 22:17; f) A graça pode ser rejeitada – Mateus 7:21-23.”

    Quando o Espírito Santo chama o eleito de Deus, o chamado é simplesmente irresistível! Isso, no entanto, não significa dizer que todos aqueles a quem a Boa Nova é apresentada, aceitarão a Jesus! Mas apenas aqueles que são ELEITOS de Deus, e não sabemos quem são essas pessoas, por isso que temos de PROCLAMAR a Palavra, pois a fé “SURGE” do ouvir a Palavra de Deus!
    Responda-me mais uma questão Manoel… Porque a Escritura registra que a fé é um DOM? Porque é registrado pelos apóstolos que alguns simplesmente não tem fé? Ora, se a fé é apenas algo que a pessoa ESCOLHE ou não ter, então temos um problema pára interpretar essas passagens escriturísticas!

    “2) O sacrifício de Cristo não foi tão eficaz assim, pois, Apocalipse 20:8, 9 afirma que haverá mais perdidos do que salvos;”

    O amigo não conhece o que ensina a doutrina calvinista… Não é ensinado que existirá mais salvos do que perdidos!

    “3) Portanto, Deus escolheu mais pessoas para a perdição do que para a Salvação. Ora, nem mesmo um pai pecador iria querer que a maioria dos filhos dele se perdesse. Imagine Deus, cujo amor é comparado ao amor de mãe! (Isaías 49:15).”

    Ainda que Deus escolhesse não salvar ninguém, Ele ainda assim seria justo! O fato de um bombeiro entrar num prédio em chamas, e lá escolher salvar a seu gosto, 4 pessoas, no meio de 200, não faz desse bombeiro injusto, nem tão pouco, alguém que faz acepção de pessoas. Pois o prédio pegou fogo por culpa daquelas pessoas que estavam ali! O Bombeiro apenas usou de bondade e escolheu salvar alguns, não teria a obrigação de salvar a todos!

    “É lamentável que os calvinistas tenham uma visão tão distorcida de Deus e do plano de salvação.”

    Lamentável é alguém imaginar que pode ser MERECEDOR da salvação. Lamentável é alguém imaginar que pode AJUDAR a Deus a salvá-lo. Enquanto alguém imaginar que a salvação é pelas obras, possivelmente viverá uma vida de medo, com receio de perder sua salvação. O Verdadeiro servo de Jesus vive sua vida tranquilamente, pois sabe que é salvo em Cristo Jesus. Sabe que Deus o escolheu, não porque ele era BONZINHO, ou pórque não fazia isso ou aquilo… Ele sabe que Deus o amou, memso ele sendo PECADOR, e que foi o Espírito Santo Quem o transformou! Ele sabe que toda a Glória é de Deus e ele é apenas um vaso de barro que foi MODELADO pelo Oleiro!

    Que o Senhor nos abençoe

    David

  18. Luis Luz said

    Olha Davi, concordo em tudo com vc, sobre o seu posicionamento da não liberdade do homem!Fizeste uma argumentação excelente, suficiente para abrir o entendimento para uma visão mais edequada à realidade! Dizer que o ser humano, possui Livre-Arbítrio, na condição de criatura em relação ao seu Criador, é colocar a carreta na frente dos bois!É inverter a posição das coisas, e no mínimo uma injustiça, porque na Oração O Pai Nosso oramos dizendo:”Teu é o Reino, o Poder e a Glória!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: