Pensando em Deus

Reconhecendo, se protegendo e desmascarando as seitas.

Jesus, os Fariseus e o Livre-Arbítrio.

Posted by thimax77 em 19/10/2009

ANTI-SEITA

ANTI-SEITA

por John Piper

“Jesus respondeu: “Eu já lhes disse, mas vocês não crêem. As obras que eu realizo em nome de meu Pai falam por mim, mas vocês não crêem, PORQUE NÃO SÃO MINHAS OVELHAS.” (João 10.25-26)

Para muitos, hoje em dia, é intrigante que Jesus coloque tal valor nos direitos soberanos da liberdade eletiva de Deus, a ponto de falar da maneira como o faz àqueles que O rejeitam. Ele fala de maneira a impedi-los de vangloriarem-se, como se pudessem anular os propósitos últimos de Deus.

Em João 10.25-26, por exemplo, Jesus respondeu aos céticos que exigiam mais e mais provas: “Eu já lhes disse, mas vocês não crêem. As obras que eu realizo em nome de meu Pai falam por mim, mas vocês não crêem, PORQUE NÃO SÃO MINHAS OVELHAS”.

Pense nisto por um momento. Pense acerca do que significa e no fato que Jesus proferiu tais palavras a pessoas incrédulas.

Imagine-se como um fariseu ouvindo a mensagem de Jesus e dizendo a si mesmo: se Ele pensa que eu vou ser sugado para dentro desse movimento junto com coletores de impostos e pecadores, está louco. Eu tenho vontade própria e poder para determinar o meu próprio destino.

Em seguida, imagine Jesus, sabendo o que se passa no seu coração e dizendo:

“Você se vangloria em seu íntimo porque acha que tem o controle de sua própria vida.

Você pensa que pode frustrar os planos máximos de meu ministério. Você imagina que os grandes propósitos de Deus na salvação são dependentes de sua vontade vacilante.

Em verdade, em verdade eu lhe digo que a razão final pela qual você não crê é porque o Pai não o escolheu para estar entre as minhas ovelhas”.

Em outras palavras, Jesus está dizendo: “O orgulho final da incredulidade é destruído pela doutrina da eleição”.

Aqueles a quem Deus escolheu, Ele também os deu ao Filho; e aqueles a quem Ele deu ao Filho, o Filho também os chamou; e para aqueles que foram chamados, Ele deu sua vida; e para esses Ele deu alegria eterna na presença de sua glória. Este é o prazer do Pai.

Anúncios

8 Respostas to “Jesus, os Fariseus e o Livre-Arbítrio.”

  1. Sara Kelly said

    Bem… Esta postagem me fez lembrar 3 anos atrás…
    Quando eu sentia um verdadeiro pânico de ouvir, eu tinha um terror muito grande deste versículo:

    Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.
    (Mateus 22:14)

    Como é terrível a dúvida, não saber se somos ou não escolhidos de Deus… Eu lembro que eu chorava muito, só de pensar que poderia “não ser” uma escolhida de Deus 😥

    Curtir

  2. thimax77 said

    QUANTO A ISSO SARA NÃO TEMA, POIS A INCREDULIDADE É UMA CARACTERISTICA DE UM “NÃO-ELEITO” COMO JESUS DEIXOU CLARO PARA OS CÉTICOS FARISEUS EM João 10:25, 26; E INCREDULOS SARA, EU E VOCÊ NÃO SOMOS; PORQUE AO CONTRARIO DAQUELES FARISEUS CREMOS EM JESUS CRISTO NOSSO SENHOR. PORTANTO SOMOS ELEITOS DE DEUS.

    Curtir

  3. Domme Keka said

    Sim, hoje eu entendo!
    Mas quando eu ainda não entendia, me entristecia muito.
    Por fim, quando fui batizada no ES, este versículo nunca mais me encomodou!
    No entanto, eu ainda penso… Se este versículo, foi por mim mal enterpretado… Quantas pessoas podem ter as mesmas dúvidas que eu tive? (É algo a se pensar)

    Curtir

  4. marcos aurélio said

    olá!um debate sem fim!mas quando vemos Deus falando de eleição me faz refltir no seguinte:originalmente o homem estava prdestinado a viver eternamente”todos”,entrando o pecado no mundo,veio a morte para a humanidade!lendo Ezequiel 18,vemos a reponsabilidade pessoal do indivíduo com relação a sua eternidade!mas Deus escolhe?sim!Judas foi escolhido,Israel também!mas não foram aprovados!
    Deus escolhe pessoas para fazer sua obra,mas para o céu,o homem deve aceitar Jesus como salvador pois Jesus é:caminho,verdade,vida,ninguém vem ao pai a não ser por ele!pela eleição ninguém vem ao Pai!
    abração!

    Curtir

  5. […] “A Falsa Religião do Adepto da Teoria do Livre-Arbítrio“ […]

    Curtir

  6. manoel said

    Não concordo, com todo o respeito. TODOS SIM temos o livre arbítrio de O aceitar ou não. Dues não criou marionetes, criou homens e mulheres dotados de raciocínio.
    Mas como então entender o livre arbítrio e o fato do homem ser predestinado, ou seja, eleito ou não para ser salvo ou ser condenado?

    Muito simples, ao procurar sobre esse assunto encontrei uma boa resposta e gostaria de reparti-la com todos vocês:
    Se eu escolho uma mulher para casar que seja de boa família, que seja educada, tenha instrução e seja cristã estou predestinando alguém para este cargo, aquela que eu escolher, será a predestinada, pois ela se encaixará em todas as características que eu predeterminei para ser minha esposa, entendeu?
    Da mesma forma, Deus predestinou, ou seja, tem os seus escolhidos, quem são eles? Todos que O aceitarem, mas Deus já sabe de ante mão quem serão eles, mas Ele, mesmo sendo Deus, onipotente, poderoso, soberano, NUNCA vai interferir na nossa escolha. Portanto o livre arbítrio que diz em Apoc 22:17 (“E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida ), é dado a todos que aceitarem, que quiserem. E este livre arbítrio Deus deu a todos os serem criados como Lúcifer, os anjos maus e os anjos bons, Adão, Eva, Judas, Balaão e toda a humanidade, no entando que eles escolheram o que quiseram. E é assim conosco também, por isso, não concordo com a citação: “Em verdade, em verdade eu lhe digo que a razão final pela qual você não crê é porque o Pai não o escolheu para estar entre as minhas ovelhas”.
    Deus quer que todos se salvem, pra isso Jesus morreu (João 3:16), Jesus não morreu só pelos escolhidos, mas por TODOS, por isso se afirmarmos que Ele morreu apenas pelos Seus escolhidos, estaremos indo contra o sacrifício e a graça de Jesus que foi completa!!!!

    Quanto a sua afirmação de que se sentia muito mal porque achava que poucos seriam escolhidos… não se preocupe, o preço que Jesus pagou na cruz pela nossa salvação foi muito alto e Deus não deseja que poucos se benificiem do seu infinito sacrifício, o sacrifício de Jesus na cruz foi tão poderoso que poderia ser salvo o universo inteiro e que para alguém se perder precisa declarar que não quer ser salvo. Porque até mesmo, quem cala consente. Portanto até mesmo se você se cala, já está consentindo em ser salvo!!! Entendeu? É esse o maravilhoso sacrifício de Jesus e a sua graça é estendida a todo o que nEle crer e fizer a Sua vontade!!!!

    Curtir

  7. thimax77 said

    EU VOU FAZER UMA PERGUNTA QUE FIZ EM CERTA COMUNIDADE DO ORKUT PARA OS DEFENSORES DO LIVRI-ARBÍTRIO PARA VOCÊS:

    VOCÊ DIZ QUE TEM “LIVRE-ARBÍTRIO”, CORRETO? E SABE QUE PECAR É ERRADO, NÃO É? POIS ABORRECE A DEUS QUE ODEIA E PROIBE TODA SORTE DE PECADO, CERTO? E MESMO SABENDO DISSO VOCÊ PECA, NÃO É MESMO? MESMO PORQUE VOCÊ É UM PECADOR, NÃO CONCORDA?

    AGORA A PERGUNTA PRINCIPAL E INEVITÁVEL: ENTÃO PORQUE VOCÊ NÃO USA O “LIVRE-ABÍTRIO” QUE VOCÊ DIZ TER PARA PARAR DE PECAR DEFINITIVAMENTE CONTRA DEUS? PORQUE VOCÊ NÃO USA SEU “LIVRE-ARBÍTRIO” PARA FAZER O QUE É CERTO, ISTO É, NÃO PECAR MAIS?

    AFINAL DE CONTAS VOCÊ É “LIVRE PARA ESCOLHER” PECAR OU NÃO PECAR, NÃO É MESMO?

    Curtir

  8. manoel said

    Bom, esse seu questionamento é muito inconclusivo e completamente incoerente, eu tenho o livre arbítrio e por isso eu NA MAIORIA das vezes escolho NÃO PECAR, mas nem sempre consigo, as vezes eu confesso, que escolho pecar, não porque quero, mas porque essa é minha natureza, assim como o apóstolo paulo disse que o bem que ele deveria fazer não fazia, mas o mal que deveria abandonar esse ele fazia, essa é a nossa realidade, nascemos já nesse mundo de pecado, nào conseguimos sempre escolher NÃO PECAR, mas pelo nome de Jesus podemos escolher a Jesus para nos purificar do pecado que sempre estamos comentendo!

    Não concordo com seu pensamento de que não temos escolha, temos sim, e usamos ela todos os momentos, eu escolhi a Jesus após anos de pecado, porque preferi ser de Jesus, se vc acha que não temos o livre arbítrio do que adianta tentar orar e pedir perdão a Deus? Se arrepender do que? Deus é que me instiga a pecar?

    Segundo a Bíblia (I João 3:4)O pecado é a transgressão da lei, e eu e todo o ser humano sabemos qual a lei de Deus, se eu minto, roubo ou adultero, sei que é errado, mas minha natureza humana, satanás e suas forças me instigam a fazê-lo, as vezes resisto ao mal, mas as vezes não, mas eu é que escolho e as vezes colho as consequencias de minha escolha, por isso Jesus disse que aquele que fizer o mal ou desejar o mal receberá o mal troca ou aquele que se arrepender, aquele que QUISER , venha, aquele que tiver sede, venha e receberá de graça a água da vida (Apoc 22:17), ou seja, o verbo: quiser, vem de querer, escolher, desejar, mais claro que isso não existe! A Bíblia é clara!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: